Páginas

[Resenha] O Pequeno Príncipe - Antonie de Saint-Exupéry


  1. Título: O Pequeno Príncipe.
    Autor (a): Antonie de Saint-Exupéry.
    Editora: Agir.

  2. Sinopse: O Pequeno Príncipe, devolve a cada um o mistério da infância. De repente retornam os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia-a-dia. Voltam ao coração escondidas recordações... O reencontro, o homem-menino.

 cd
Resenha
ba

  1.  Publicado em 1943, O pequeno príncipe já foi traduzido para cerca de 250 línguas diferentes e possui 143 milhões de exemplares vendidos pelo planeta. 
  2.  Antonie de Saint-Exupéry trás para todos um livro de crianças para gente grande, porque afinal de contas, todos nós já fomos crianças um dia.
  3.  Vindo de um planeta muito distante (e pequeno), o Pequeno Príncipe está em uma viagem pelo mundo onde aprende e ensina diversas coisas por todos os que conhece pelo caminho. Em uma de suas paradas, ele conhece um piloto que está tentando arrumar seu avião que caiu no deserto. 
  4.  O piloto em questão, tinha tudo para ser um desenhista quando criança, mas infelizmente, sua melhor habilidade - a de desenhar jibóias abertas ou fechadas - não foi muito apreciada pelos adultos, porque para falar a verdade, os adultos não entendem muito de arte, né?
  1.  Em seu primeiro contato com o piloto, o Pequeno Príncipe pediu para que ele desenhasse um carneiro para morar em seu planeta, ressaltando, que seu planeta é muito pequeno, portanto, o carneiro deve ser adaptável a essa condição. Após algumas tentativas, finalmente o piloto desiste e desenha uma caixa, explicando ao Pequeno Príncipe que o carneiro está ali dentro. Vendo que o pequenino ficou muito satisfeito com o resultado, o piloto passa a olhar para o Pequeno Príncipe com outros olhos e se permite tentar entender um pouco mais sobre seu companheiro. Ambos trocam opiniões sobre diversos assuntos e com as experiências contadas pelo Pequeno Príncipe de sua jornada pelo mundo, podemos aprender e relembrar de coisas importantes que com o tempo simplesmente deixamos de lado, como por exemplo, o ato de cativar as pessoas.
  1.  Não quero prolongar muito a resenha, porque mesmo que seja um livro que já foi lido por muitos, com certeza é uma obra que precisa e merece ser lida por muito mais pessoas que ainda não se deram a oportunidade de conhecê-la.
  2.  O mundo visto do ponto de vista de uma criança é simples e magnífico. Suas conclusões e suas dúvidas, nos fazem perguntar em que ponto nos perdemos ao nos tornarmos adultos, afinal, será que com o tempo não vamos ficando menos sábios com nossa mania de acharmos que sabemos mais das coisas? Seja lá qual for a resposta para essa pergunta, acredito que as crianças são o bem mais precioso que o mundo possui. A infância é mágica, e é uma pena que nem todos são capazes de enxergar essa magia.







1 comentários :

  1. Li O pequeno príncipe há muitos anos, mas mesmo assim não esqueço sua mensagem. É um livro lindo e singelo. Como vc comentou Vanessa, a infância é mágica, nela enxergamos tudo de forma inocente e mesmo quando, de alguma forma, essa infância não é totalmente alegre e feliz, sua essência não se perde. O livro nos traz uma reflexão muito bonita sobre a amizade, o amor, como no trecho que vc destacou, reflete sobre a nossa responsabilidade por aquilo que cativamos *-*

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Adália Sá | Não retire os créditos